2 de janeiro de 2008

Os 100 Gols de Chulapa

Dia 24/11/2007 - 53º Edição
Olá queridos leitores, é com muita alegria e entusiasmo que eu, KajuLÚ, volto às atividades jornalísticas. Depois de um longo período longe da mídia, escrevendo meu livro, estou de volta e quero contribuir ainda mais na divulgação dos principais acontecimentos da Liga das Estrelas. Vamos então ao que interessa, a partida do dia 24/11.

Na última partida do conturbado mês de novembro, mais uma vez, o equilíbrio, as discussões e as polemicas se fizeram presentes na Arena do Sta. Clara. Depois de uma semana cheia de provocações pelo blog do OOntem, os jogadores chegaram na partida “com gosto de sangue na boca” e o time vermelho, que já havia conquistado as 4 rodadas anteriores, pretendia fazer história na liga e vencer todas as partidas do mês. Atento aos detalhes, o jogador de Warr e estrategista AnDrégba, antes mesmo de dar bom dia a seus amigos, se dirigiu o menino do barII e tratou de pegar os coletes vermelhos. Além dele, o time vermelho contou ainda com Thurrangimar, BrenoÉ, Giovanii Von Bronckhorst e Didi Cearense. Do outro lado, no time azul, estavam Serginho Chulapa, Amarele, ROMAuRIciO, o perseguido zagueiro LUenGano e uma nova contratação da liga, o jogador Cesc Fàbrigas.

Depois de dividir os times e de um atraso de mais de 30 minutos, o jogo enfim começou. Apesar da tensão adquirida durante a semana, a partida estava sendo muito bem jogada, disputada sim, mas nenhum lance violento. O time vermelho estava muito bem montado e apesar de ser sempre acusado de “vampiro brasileiro”, o craque AnDrégba mostrou que não vive apenas do sangue de seus companheiros e com uma excelente atuação, marcou 6 gols e se tornou o artilheiro isolado da manhã. Mesmo sendo “muito bem” marcado por Amarele, o jogador Didi Cearense, que está sofrendo com as piadinhas sobre seu excesso de peso, conseguiu marcar 4 gols. Do outro lado, a equipe azul até que estava jogando bem e poderia ter até ganhado o jogo se não fosse os milhares de gols perdidos pelo atacante ROMAuRIcIO, que ao final do jogo foi carinhosamente chamado de “homem quina” pelo próprio companheiro de equipe. Apenas para variar, o craque ROMAuRIciO colocou a culpa da derrota em alguém e não em sua “quina”, ou melhor, seu pé.

Apesar de estar recebendo muitas criticas sobre seu desempenho, o zagueiro LUenGANO teve uma boa atuação e pela primeira vez marcou 2 gols em uma mesma partida, mas apesar disso, ele estava no time da quina e seu time saiu derrotado por 13 x 10.

Os destaques da manhã foram sem duvidas a belíssima atuação de AnDrégba (com 6 gols) e o desempenho do craque Serginho Chulapa, que apesar de ter não saído com a vitória na manhã, com os seus 3 gols na partida, entrou para os anais da história como o segundo jogador a ultrapassar a surpreendente marca de 100 gols na temporada. O jogador que muitas vezes foi acusado de improdutivo e lento, mostrou que possui um futebol diferenciado e refinado.

Assim como nas matérias anteriores, nesta matéria publicaremos a entrevista de um jogador da Liga das Estrelas e nesta edição, teremos o prazer de entrevistar ele, o super craque Serginho Chulapa.

Chulapa, primeiramente, é um prazer poder entrevistá-lo, você é um jogador diferenciado e mais que isso, é um exemplo para a futura geração.

OOntem – Bom, não poderíamos começar de outra forma, afinal, você acaba de entrar para a história como o segundo maior goleador da Liga das Estrelas. Como é para você, fazer seu 100º gol em uma temporada tão disputada?

Antes de qualquer coisa é uma satisfação enorme conceder uma entrevista a um Jornal de enorme circulação como OOntem, visto na internet no mundo todo.
Bom, fazer 100 gols numa liga recheada de craques realmente é uma conquista muito grande. Foram partidas muito disputadas, gols importantes que levaram na vitória da minha equipe em várias ocasiões. Minha meta nesse ano era de fazer 100 gols e eu consegui. No início do ano eu fechei um contrato com meu patrocinador e uma das cláusulas do mesmo seria marcar 100 gols na Liga, sucesso total.
Outra conquista pessoal foi marcar nove gols em uma mesma partida, fato que até então somente o jogador Márcio Mixirica havia alcançado e até o findar desse ano ninguém conseguiu alcançar, entretanto, na imprensa houve pouca ou nenhuma repercussão, lamentável.

OOntem – Todos nós sabemos que durante o ano, você passou por momentos difíceis, como a mordida da mosca azul da soberba, o início da saga da caveira de porco, a polemica visita ao Pai Serginho e outras coisas mais. Conte para os leitores, como você fez para vencer esses obstáculos e voltar a apresentar um bom futebol?

Realmente foram momentos de muita turbulência em minha carreira futebolística, os gols aconteciam e logo começaram as perseguições por parte da imprensa. Eu sempre apresentei este futebol que todos vêem, mas que para alguns era soberba o fato de driblar, dar passes fantásticos, etc. resumindo futebol brasileiro. Com a seqüência de gols vieram as cobranças, todo jogo eu marcava e quando isso não acontecia surgia um conto da saga da caveira de porco que logo foi desenterrada e nunca mais me incomodou.
Para vencer todos esses obstáculos não foi fácil, mas eu sempre acreditei que na vida passamos por altos e baixos e que precisamos aprender a lhe dar com isso todos os dias, aprendendo com erros para melhorar. Tive sempre comigo uma frase que diz “Com as pedras que atiraram eu construirei o meu castelo” Eu aprendi muito com tudo e percebi que um jogador não é feito apenas do corpo em si, mas também do seu emocional, ou seja, do seu psicológico. Em conseqüência as jogadas foram saindo da mesma forma os gols.

OOntem – Como você avalia a temporada de 2007 na Liga das Estrelas?

Foi uma temporada de muito sucesso, pois as partidas foram disputas com muita vontade de vencer e melhor que isso prevaleceu de maneira geral o fair play. O regulamento da Liga foi de muita valia para organizar os acontecimentos durante as partidas. Houve vários gols bonitos, lindas defesas, ótimos contra-ataques enfim tudo que o futebol de alto nível como o da Liga das Estrelas pode oferecer.
Um aspecto negativo é a falta de compromisso com o horário inicial das partidas e agora já existe punição severa para os atrasadinhos, não custa nada chegar 10 minutos antes.

OOntem – Estamos no fim da temporada e tudo indica que Didi Cearense será o Espora de Ouro no ano. O que podemos esperar de Serginho Chulapa para a temporada 2008? Vem artilharia por aí?

Esta pergunta já era esperada já que somos os dois maiores artilheiros da Liga desde o início, agora temos também o goleador CHUPIshevchenCO que tem um faro de gol muito bom, quem ganha com isso é a Liga e os torcedores que querem ver gol.
Quanto à possibilidade de Didi Cearense ser o Espora de Ouro no ano, acho que estará em boas mãos, entretanto todos sabem que este jogador foi o que disputou mais partidas durante o ano, nada mais natural que fazer mais gols. Entretanto, se observamos a média de gols por partida veremos que o jogador Didi Cearense não está em primeiro, indicando claramente o que eu disse acima, quem disputa mais partidas tem mais chances de fazer mais gols. Contudo, não quero tirar os méritos Didi Cearense que é um jogador diferenciado.
Para 2008 os torcedores podem esperar muitos gols e um futebol alegre e envolvente, em relação à artilharia estarei na briga, pois sou um jogador que gosto de fazer gols e trabalho para isso, já que o sustento da minha família vem do meu futebol.



No mais, gostaria de parabenizar o meu amigo e jornalista, Chupico Kfoure, que com muito brilhantismo e profissionalismo demonstrou um excelente trabalho na cobertura da Liga das Estrelas enquanto estive ausente. Mesmo com a minha volta as atividades, o jornalista continuará prestando seus valiosos serviços ao blog e juntamente com Amarelando Nogueira, formaremos a equipes de reportagem da temporada de 2008 das Organizações OOntem.
Bom estimados leitores, foi um prazer escrever novamente à vocês e semana que vem a gente volta com o que de melhor acontecer na próxima rodada. Um abraço do tamanho do Brasil!!!

Jornalista: KajuLÚ
Jornal OOntem: "A informação hoje, do que não aconteceu hoje!"

Nenhum comentário: